Início ÁfricaTunísia

    Tunísia

    População - 11,134,588 (Julho 2016 est.)

    Capital - Tunes

    Língua oficial - Árabe (oficial), Francês (comércio), Berbere

    Moeda oficial - Dinar

    Código Internacional de telefone - +216

    Fuso horário - UTC/GMT +1

    Principais aeroportos - Aeroporto Carthage (Tunes) | Aeroporto Djerba-Zarzis (Djerba) | Aeroporto Internacional de Monastir

    Pontos turísticos da Tunísia

    Djerba

    Cavalos na praia em Djerba, Tunísia

    Quando se procura praias perfeitas e cintilantes, a ilha de Djerba cumpre todos os requisitos. Situada ao largo da costa da Tunísia, Djerba é uma ilha no mar Mediterrâneo. Com rotas históricas na mitologia grega, a história remonta a vários seculos a.C, e tem sido continuamente ocupada desde então.

     

    A proximidade com Itália levou a que os romanos se tivessem apaixonado por Djerba, mas também os espanhóis e o Império Otomano dominaram a ilha por algum tempo. Essas civilizações deixaram marca, sobretudo arquitectónica, em Djerba. A cidade principal da ilha, Houmt Souk, onde vivem 65000 pessoas, tem um bairro antigo, com ruas sinuosas e casas caiadas de branco. Mas o que chama verdadeiramente a atenção - e os turistas - são as praias ao longo da costa. O típico cenário de águas claras, praias pristinas salpicadas por plameiras.

    Sidi Bou Said

    Vista panorâmica de Sidi Bou Said, Tunísia

    O azul e branco das portas, fachadas, tectos e terraços domina o horizonte de Sidi Bou Said. A cidada parece ter saído de uma tela de um pintor. Aliás, a cidade caiada de branco é uma imagem perfeita e tornou-se a meca de uma colónia de escritores e artistas. As ruas caiadas, os marcos de janelas de ferro forjado e as portas azuis coloridas formam a arquitectura da vila tunisina, enquanto o pano de fundo mediterrânico é a cereja no topo do bolo. Sidi Bou Said é considerada uma das povoações mais pitorescas da Tunísia.

    Dougga

    Templo romano, Dougga, Tunísia

    Grandes e impressionantes, com óptima vista sobre uma planície fértil, as ruínas da antiga Dougga figuram entre os mais atractivos destinos turísticos da Tunísia. Dougga é uma antiga cidade romana no norte da Tunísia, incluída num sítio arqueológico, que foi classificada, em 1997, pela UNESCO como Património da Humanidade.

     

    Estas ruínas extremamente bem preservadas foram habitadas por uma série de culturas, incluindo os gregos e os romanos e é esta fusão de culturas que aumenta o interesse de Dougga. Algumas das ruínas incluem um teatro de 3500 lugares, um anfiteatro ou um mausoléu. O selo da UNESCO reconheceu que Dougga é "a cidade romana mais bem preservada do Norte de África".

    Grand Erg Oriental

    Dunas Grande Erg Oriental, Saara, Tunísia.

    O vasto Deserto do Sahara, na Tunísia, cobre grande parte do interior do país. A área mais bonita do deserto é o amontoado de dunas de areia conhecido como o Grand Erg Oriental - o que numa tradução à letra significa “grande mar de areia”. Estas dunas, repartidas com a vizinha Argélia, preenchem uma paisagem surreal, continuamente modulada pelos ventos que sopram no Deserto do Sahara. As vastas areias ondulantes do Grande Erg Oriental ocupam o Sul da Tunísia e permitem aos visitantes uma imersão num mundo onde até há pouco tempo apenas camelos e nómadas do deserto eram figuras dominantes.

    Para muitos visitantes, é quase uma espécie de parque de diversões, com uma variedade de actividades de aventura para explorar o deserto como buggies ou camelos. No entanto, nada superará o momento de tranquilidade ao final de tarde para assistir ao pôr-do-sol, ou uma noite a observar as estrelas, cercado por este enorme oceano de areia. Foi neste local mágico do Grand Erg Oriental, no meio do Sahara, que cenas de filmes como o Paciente Inglês e Guerra das Estrelas foram rodadas.

    Hammamet

    Resort de praia em Hammamet, na Tunísia

    Hammamet é a principal estância balnear da Tunísia. Este é um lugar polvilhado com edifícios brancos e árvores de fruto, como limoeiros ou laranjeiras, nas margens de um mar azul cintilante. Muitos turistas deslocam-se aqui para relaxar nas praias ou passear na cidade velha. A zona é popular pelo mar calmo e também pela animação nocturna.

     

    Comparada por vezes com Saint Tropez, em França, a cidade tunisina de Hammamet é um antigo porto de pesca, com dezenas de quilómetros de praias banhadas pelas águas do Mediterrâneo. É um bom local também para conviver com a população local, regatear preços, beber um chá e relaxar enquanto aprecia a paisagem e o mar de perder de vista.

    Quando visitar a Tunísia

    O clima mediterrânico é predominante no território tunisino: as temperaturas são mais altas no Sul, embora o Verão seja quente e seco em todo o país e os Invernos sejam algo frios e húmidos. O contraste entre as regiões é, no entanto, agudo, já que nas montanhas pode nevar, enquanto no deserto pode não chover durante vários anos.

     

    Já as estações de Primavera e Outono são suaves. Desde modo, os melhores períodos para visitar a Tunísia são entre finais de Março e Maio e entre finais de Setembro e Novembro. Os meses a evitar são Janeiro e Fevereiro, por serem mais frios e chuvosos, e a época de Verão (entre Junho e Setembro), já que as temperaturas sobem acima dos 40ºC e os feriados nacionais podem tornar algumas regiões mais caóticas.

    Tunísia - Estado do tempo



    Segurança na Tunísia

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia na Tunísia.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre a Tunísia


    Ainda não existem artigos escritos sobre a Tunísia.

    Convido-o a explorar outros destinos de viagem nos Lugares Incertos