México

    População - 123,166,749 (Julho 2016 est.)

    Capital - Cidade do México (DF)

    Língua oficial - Espanhol

    Moeda oficial - Peso mexicano

    Código Internacional de telefone - +52

    Fuso horário - UTC/GMT -6 (o México tem quatro fusos horários)

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional Benito Juárez (Cidade do México) | Aeroporto Internacional de Cancún

    Pontos turísticos do México

    Palenque

    Templo em Palenque, Chiapas, México

    Chichén Itzá pode ser a ruína Maia mais visitada e estar debaixo de atenção dos turistas, mas Palenque é de longe a ruína Maia mais bonita do México. Em espanhol, Palenque significa "cerca de madeira", referindo-se a um forte ou um lugar vedado. Palenque é muito menor do que algumas das cidades Maias vizinhas como Tikal ou Chichén Itzá, no entanto, contém algumas das impressionantes estruturas e esculturas que os Maias produziram.

     

    O cenário de selva virgem, construção complexa e a escala das estruturas são verdadeiramente fascinantes. Por óbvios motivos, Palenque foi inscrito na lista da UNESCO como Património da Humanidade, em 1987, tendo a organização elogiado Palenque pela elegância e detalhe dos edifícios, bem como pela sumptuosidade dos relevos esculpidos que atestam o génio criativo dos Maias.

     

    O sítio arqueológico de Palenque, um dos destinos turísticos mais importantes do estado de Chiapas, está a apenas oito quilómetros da cidade com o mesmo nome. Palenque está integrado numa zona rodeada de belas áreas naturais, incluindo a surreal e fascinante queda d’água de Misol-Ha, com mais de 100 metros, formando uma grande piscina onde pode nadar.

    Riviera Maia

    Mergulhador em Cozumel, Cancún, México

    A Riviera Maia estende-se ao longo de uma fantástica faixa litoral no Golfo do México e engloba os famosos destinos de férias de Cancún, Playa del Carmen e a Ilha de Cozumel. Esta magnífica área, na ponta da Península do estado de Yucatán, atrai cerca de cinco milhões de visitantes por ano, gerando 20% do total das receitas do México.

     

    Apesar destes números, é improvável que se sinta uma parte da multidão devido às largas praias da Riviera Maia e da água quente e cristalina sem fim. Aqui pode também participar em inúmeras actividades, como nadar com golfinhos e raias, entre recifes de coral e peixes tropicais, bem como mergulhar no maior museu subaquático do mundo, onde poderá observar uma fabulosa colecção de esculturas submersas até oito metros de profundidade. Ainda nesta região pode visitar ruínas Maia, como Chichén Itzá e Tulum, a apenas algumas horas de distância.

    Chichén Itzá e Tulum

    Templo de Kukulcán, em Chichén Itzá, no México

    Chichén Itzá é a maior das cidades maias da Península de Yucatán, classificada pela UNESCO como Património da Humanidade desde 1988, e um dos destinos turísticos mais visitados do México. O marco mais famoso de Chichén Itzá é o templo-pirâmide de El Castillo (Kukulcán). O projecto do templo tem um significado astronómico especial, já que cada face da pirâmide tem uma escada com 91 degraus, que juntamente com o degrau no cimo, soma 365, ou seja, o número de dias num ano.

     

    Outros destaques de Chichén Itzá inclui El Caracol, um templo circular que serviu como observatório astronómico. Entretanto, em 2016, investigadores da Faculdade de Engenharia da Universidade Nacional Autónoma do México (UNAM) revelaram ter descoberto a estrutura original da famosa pirâmide de Kukulkán, em Chichén Itzá. Esta será, de acordo os historiadores, uma pequena pirâmide que se julga ter antecedido à actual construção como local de culto.

     

    Situado na Península de Yucatán, Chichén Itzá é a mais famosa de todas as grandes cidades maias. Muitos turistas visitam Chichén Itzá numa viagem de um dia, especialmente a partir de Cancún, Mérida ou Playa Del Carmén.
     
    Tulum está situado na costa leste da Península de Yucatán, na Riviera Maya. A zona arqueológica serviu, no passado, como porto principal da cidade Maia de Coba. Tulum foi construído por volta de 1200 d.C, quando a civilização Maia já estava em declínio e, portanto, não exibe a mesma elegância de outros locais como Chichén Itzá ou Palenque. Todavia, a sua localização, no topo da colina de uma praia tropical torna esta uma deslumbrante atracção que não deve ser desperdiçada.

    Barrancas del Cobre

    El Chepe, comboio nas Barrancas del Cobre, México

    As Barrancas del Cobre, ou Copper Canyon, é na verdade uma rede de canyons (desfiladeiros) que no seu conjunto são várias vezes maiores do que o Grand Canyon, nos EUA. A maneira mais popular para explorar as Barrancas del Cobre - um grupo espectacular de profundos canyons - é através do famoso comboio “El Chepe”. A viagem passa sobre 37 pontes e 86 túneis, enquanto sobe a 2400 metros acima do nível do mar, desfrutando de paisagens arrepiantes na região conhecida como a Sierra Madre.

     

    O nome Barrancas del Cobre origina da coloração de cobre verde distintivo ao longo das paredes íngremes do canyon. Estas estruturas naturais surpreendentes foram criadas por seis rios que convergem no Rio Fuerte, antes de desaguar no Golfo da Califórnia. Graças à crescente popularidade da área como destino de viagem, existem inúmeras opções disponíveis para aqueles que desejam explorar esta área de excepcional beleza natural, sobretudo a bordo do Ferrocarril Chihuahua al Pacífico (Chepe), mas também pode fazê-lo de bicicleta ou cavalo.

    Los Cabos

    Praia do Divórcio, Los Cabos, México

    Los Cabos é uma animada área de praia de 30 km na ponta sul da península da Baixa Califórnia. A zona é composta por um extenso litoral que se estende das cidades de Cabo San Lucas a San José del Cabo e é conhecida como o Corredor Turístico. As praias de areia branca, envoltas em sofisticados resorts, restaurantes, bares e outras atracções apelam a turistas de todos os lugares do mundo - na maioria americanos. Los Cabos é um grande destino para apaixonados por actividades aquáticas e perfeito para observar baleias no Oceano Pacífico.

     

    Além das praias, uma das actividades mais populares é a natação e snorkeling em torno do famoso marco natural El Arco do Cabo San Lucas - um arco enorme esculpido não muito longe da costa, onde o Mar de Cortez encontra o Pacífico. Também pode, e deve, visitar duas das mais belas praias da região: Playa Del Amor e Playa Del Divórcio.

    Teotihuacán

    Pirâmide da Lua e do Sol em Teotihuacan, México

    No século II a.C uma nova civilização surgiu no vale do México. Esta civilização construiu a metrópole de Teotihuacán e as suas enormes pirâmides. A Pirâmide do Sol foi construída por volta de 100 d.C e é a maior pirâmide em Teotihuacán e em todo o México - 75 metros de altura.

     

    A construção da Pirâmide da Lua, de menor dimensão (43 metros de altura), começou um século mais tarde e foi terminada em 450 d.C. Sete séculos depois do fim do império de Teotihuacán, as pirâmides foram utilizadas pelos Aztecas e tornaram-se um lugar de peregrinação. A maior cidade da Mesoamérica está a apenas 50 km a Nordeste da Cidade do México e é fácil lá chegar de autocarro ou táxi. A zona foi reconhecida pela UNESCO em 2008.

    Cidade do México (DF)

    A capital do México, Cidade do México, é uma das maiores cidades do mundo, estimando-se que ali vivam 8,6 milhões de pessoas, enquanto na área metropolitana a população ultrapassa os 21 milhões. Composta por grupos étnicos de todo o mundo, a capital é não só o centro político, cultural e educacional mais importante do México, mas também um dos mais importantes centros financeiros da América Latina. O Centro Histórico está repleto de marcos proeminentes como a Plaza de la Constitución, a Catedral Metropolitana e o Palácio Nacional. A apenas 50 km da Cidade do México pode visitar as imponentes e impressionantes estruturas de Teotihuacán.

     

    Delicie-se com a simpatia dos mexicanos, o artesanato ou comida cuidadosamente confeccionada nos mercados locais ou até por vendedores ambulantes que aproveitam qualquer paragem do tráfego para tentar fazer negócio. Prepare-se, todavia, para o ruído constante e a terrível nuvem de gases emitidos pelos milhares (milhões?) de veículos que diariamente preenchem as largas avenidas da cidade. A cidade é vulgarmente conhecida pelos mexicanos como D.F - Distrito Federal.

    Guanajuato

    Guanajuato à noite, México

    Aninhada na Serra de Guanajuato encontra-se a encantadora cidade colonial de Guanajuato. A cidade, fundada em 1554, sofreu uma explosão demográfica e económica no século XVI devido às extensas áreas de mineração de ouro e prata do México. Este desenvolvimento levou à construção de enormes haciendas e edifícios coloniais. Algumas das minas podem ser visitadas hoje, incluindo La Valencia, uma das minas de prata mais ricas do mundo. Ao lado da mina está a Igreja (ou templo) de San Cayetano, adornada com prata e ouro.

     

    Designada Património Mundial da UNESCO, no ano de 1988, graças aos seus muitos antigos edifícios coloniais, ruas sinuosas e becos estreitos, Guanajuato é uma cidade que suplica para ser explorada a pé. As ruas e becos coloridos de Guanajuato proliferam em todas as direcções, enquanto a maior parte do tráfego é escoado por uma rede de túneis subterrâneos - anteriormente os túneis transportavam as águas de um rio.

     

    A Guanajuato - capital do estado com o mesmo nome - não falta charme e é também um bom local para apreciar a música tradicional dos mariachi. É uma cidade agradável, onde pode visitar as praças, incluindo o Jardín de la Unión, a praça principal da cidade com a sua esplêndida arquitetura antiga. Aqui encontrará ainda a velha Igreja de San Diego e o Teatro Juárez, juntamente com cafés e restaurantes.

     

    Conhecida como uma cidade de arte, Guanajuato alberga diversas galerias e museus interessantes, como o Museo Iconográfico del Quijote, dedicado às obras do escritor espanhol Miguel de Cervantes. A cidade festeja anualmente o Festival Internacional Cervantino, em honra do escritor e dramaturgo. Mais macabra é a visita ao Museu das Múmias de Guanajuato que contém múmias de habitantes famosos da cidade que padeceram durante um surto de cólera, em 1833.

    San Miguel de Allende

    Vista Aérea San Miguel de Allende, Guanajuato, México

    Muitas pessoas dizem que San Miguel de Allende, no estado mexicano de Guanajuato, é um pouco como uma Disneyland mexicana para estrangeiros (principalmente americanos) aposentados - mais de 12 mil cidadãos estrangeiros vivem aqui. Festas regulares, fogos de artifício e desfiles dominam a cena local. O cosmopolitismo da cidade é reflectido na restauração e unidades hoteleiras, algumas com grande classe, em galerias repletas de artesanato mexicano. Muitos dos restaurantes e bares dispõem de terraços, oferecendo excelentes vistas da cidade. San Miguel de Allende, foi classificada como Património Mundial da UNESCO, em 2008, e é um exemplo excepcional da integração de diferentes tendências e estilos arquitectónicos com base numa estrutura urbana do século XVI.

     

    O centro histórico apresenta arquitectura colonial de relevo, cuidadas ruas de calçada e uma luz peculiar que atrai fotógrafos e pintores. Esta é uma zona compacta onde pode encontrar a praça principal, destacando-se La Parroquia de San Miguel Arcángel - uma igreja que apresenta uma fachada neo-gótica com duas torres que podem ser vistas de quase todas as zonas da cidade. O edifício foi construído no século XVII com uma fachada tradicional mexicana. A fachada gótica actual foi construída em 1880 por Zeferino Gutierrez, um pedreiro indígena e arquitecto auto-didacta. A fachada gótica da igreja paroquial local foi inspirada na Sagrada Família de Gaudi em Barcelona.

    Quando visitar o México

    Duas estações estão presentes no México: a estação seca, entre Novembro e Maio, e a estação das chuvas, de Junho a Outubro, quando a precipitação é muito forte, mas breve. O Verão, de Junho a Outubro, é, em teoria, a estação chuvosa no México, mas varia muito de lugar para lugar. No Norte praticamente não chove, o que contrasta com Chiapas - o estado mais húmido - onde muitas estradas secundárias estão sujeitas a enxurradas.

     

    Ao longo das praias, de Setembro a meados de Outubro é a temporada de furacões ou, pelo menos, chuva, mar agitado e mosquitos. Em Acapulco e Cancún, os meses de Dezembro a Abril são os mais movimentados, com destaque para as épocas de Natal e Páscoa.

     

    A altitude tem uma grande influência sobre o clima no México. O clima temperado é predominante nas áreas situadas a uma altitude entre 1000 a 2000 metros, embora seja frio acima dos 2000 metros, no Inverno. A melhor época para visitar o México é entre Outubro e Abril, quando o tempo é seco e quente, mas não escaldante.

    México - Estado do tempo



    Segurança no México

    Antes de partir de viagem é extremamente importante verificar quais as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia no México.


    O site do Governo inglês é actualizado com muita regularidade para todos os países e o meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site e verifique se existe alguma indicação de problemas. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.


    Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal. Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais em que é desaconselhada a visita para turistas.

    Artigos sobre o México