Início ÁfricaZimbabué

    Zimbabué

    População - 14,546,961

    Capital - Harare

    Língua oficial - Shona, Ndebele, Inglês

    Moeda oficial - Dólar

    Código Internacional de telefone - +263

    Fuso horário - UTC/GMT +2

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional de Harare | Aeroporto das Cataratas de Vitória

    Pontos turísticos do Zimbabué

    Cataratas de Vitória

    Vista aérea das Cataratas de Victoria, Rio Zambeze, Zimbabué

    As Cataratas de Vitória, no Zimbabué e Zâmbia, são uma das 7 maravilhas naturais do mundo, portanto não é surpresa que sejam um dos destinos favoritos em África. A gigantesca nuvem de água pode ser vista e ouvida a vários quilómetros de distância. O esplendor deste monumento natural é inigualável e visto de perto tem ainda uma maior dimensão. Existem poucos pontos turísticos no planeta com a imponência das Cataratas de Vitória.

     

    Durante a estação chuvosa, estima-se que cerca de 500 milhões de metros cúbicos de água caiam a cada minuto de uma altura de 100 metros. E como se este espectáculo deslumbrante não fosse suficiente, pode atravessar a fronteira até à Zâmbia e relaxar (se conseguir) na Piscina do Diabo. Trata-se de uma piscina natural formada nas rochas - no topo das Cataratas - e que permite aos visitantes dar um mergulho - de adrenalina. A a Piscina do Diabo situa-se na extremidade da ravina onde as águas iniciam o movimento agudo descendente. Esta opção é apenas segura na época seca, quando o caudal é bastante inferior.

    [wpv-view name="related-articles-toolset-child"]

    Há várias formas de experimentar o melhor do que as Cataratas de Vitória têm para oferecer. Existem vários percursos dentro do parque, proporcionando uma infinidade de ângulos de visão distintos. As Cataratas são especialmente bonitas ao amanhecer e entardecer e, sobretudo, quando o sol incide na água e provoca o surgimento de um ou vários arco-íris. Pode igualmente apreciar a queda de água desde Knife Edge Bridge e da Victoria Falls Bridge.

     

    Finalmente, pode (e deve?) reservar um voo de helicóptero para poder ter uma noção ainda mais real da dimensão e beleza das cataratas. Se achar que ainda não é aventura suficiente, procure uma das várias empresas na cidade e peça para saltar da ponte, através de bungee jumping. A vista pode não ser a melhor e até pode sentir tonturas mas a experiência será, por certo, inesquecível.

    Hwange National Park

    elefante Parque Nacional Hwange

    Abrangendo sobre quase 15000 km2, o Parque Nacional de Hwange é o maior parque do Zimbabué e o epicentro de vida e actividade. Dado o imenso tamanho da área, a topografia é incrivelmente variada em todo o parque, mudando de acordo com a temporada. Desde savana árida e seca a colinas de granito e vales verdejantes, a paisagem do Parque Nacional de Hwange é imbatível. Naturalmente, toda a paisagem muda quando as chuvas cessam e dão lugar aos solos rachados e secos das planícies de sal, tornando a área distinta.

     

    Apesar das centenas de diferentes criaturas que habitam o Parque Nacional de Hwange, o maior destaque é a população de milhares de elefantes. Mas nem só animais de várias toneladas vivem no parque, já que Hwange é refúgio para espécies como o leopardo, rinoceronte, leão e búfalo. Além dos grandes mamíferos que podem ser vistos no parque, existem também cerca de 400 espécies diferentes de aves. No parque pode consultar junto das empresas de safari que tipo de actividades dispõem, já que algumas oferecem a possibilidade de um contacto mais próximo com a vida selvagem, durante o dia e noite.

    Colinas de Matobo

    Pintura rupestre do Parque Nacional de Matobo, ou Colinas de Matobo, no Zimbabué

    As formações de granito no Parque Nacional de Matobo contêm arte rupestre e artefatos que datam de milhares de anos. Cercada por enormes formações rochosas delicadamente equilibradas, esta área foi denominada Património Mundial da UNESCO , em 2003. É um local cénico para ver rinocerontes brancos e negros, leopardos, zebras, macacos e muitas outras espécies. Embora o avistamento de vida selvagem possa ser espectacular, esta área é principalmente fascinante por causa dos antigos remanescentes culturais, tornando-se uma atracção excitante para interessados em arte rupestre.

    Mana Pools National Park

    Elefante no Parque Nacional de Mana Pools, Zimbabué

    O Parque Nacional de Mana Pools, na região nordeste do Zimbabué, junto ao rio Zambeze e da fronteira com Moçambique, incorpora uma vasta extensão de terra plana e árida. Esta terra transforma-se numa ampla extensão de lagos resplandecentes após cada estação chuvosa, entre Novembro e Abril.

     

    Mana significa "quatro" em Shona e refere-se a quatro piscinas, ou canais, permanentes no meio do Zambeze. Os animais procuram estas piscinas em busca de água e, como os lagos secam, o Parque Nacional Mana Pools é um dos melhores lugares do Zimbabué para observar vida selvagem. A zona dá abrigo a espécies como elefantes, hipopótamos, crocodilos do Nilo, búfalos e chitas, que aproveitam esta fantástica criação da natureza. Longe de qualquer actividade humana, o Parque Nacional de Mana Pools, Património Mundial da UNESCO desde 1984, é um óptimo lugar para descobrir o Zimbabué selvagem.

    Quando visitar o Zimbabué

    A altitude elevada do país confere ao Zimbabué um clima ameno. A estação chuvosa dura de Novembro a Abril, caracterizada por chuvas breves e intensas. A estação seca, entre Maio e Outubro, proporciona dias quentes, enquanto as noites são frescas.

     

    As estações intermédias são quase inexistentes. O melhor momento para ver a vida selvagem é Junho, um mês que é fresco e calmo, permitindo evitar a alta humidade e os turistas da África do Sul.

     

    Para visitar as Cataratas de Vitória, uma boa altura é entre Maio e Junho, quando as chuvas já terminaram e o caudal continua intenso. Se visitar nesta altura irá necessitar de roupa impermeável ou fresca porque irá, por certo, ficar molhado.

    Zimbabué - Estado do tempo



    Segurança no Zimbabué

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia no Zimbabué.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre o Zimbabué