Início ÁfricaSão Tomé e Príncipe

    São Tomé e Príncipe

    População - 197,541 (Julho 2016 est.)

    Capital - São Tomé

    Língua oficial - Português, Forro

    Moeda oficial - Dobra

    Código Internacional de telefone - +239

    Fuso horário - UTC/GMT +1

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional de São Tomé | Aeroporto de Santo António

    Pontos turísticos de São Tomé e Príncipe

    Ilhéu das Rolas

    Palmeiras no Ilhéu das Rolas em São Tomé e Príncipe

    Esta pequeno mas belo pedaço de terra, localizado a sul da ilha de São Tomé, é a terceira maior ilha de São Tomé e Príncipe. O Ilhéu das Rolas é reconhecido pelas suas praias, as paisagens fantásticas com palmeiras, o farol e os resorts de praia. A linha equatorial atravessa este pequeno ilhéu e existe aí um monumento na Linha do Equador para homenagear o geodésico e cartógrafo Gago Coutinho que comprovou a passagem da Linha do Equador pelo Ilhéu das Rolas. Se visitar São Tomé irá querer visitar este marco, que separa o Hemisfério Norte do Hemisfério Sul. Uma população permanente, de cerca de 200 habitantes, tem a sua sobrevivência directamente ligada à actividade turística.

    São Tomé

    Prédios coloniais na Cidade de São Tomé, em São Tomé e Príncipe

    Fundada pelos portugueses, em 1485, a cidade portuária de São Tomé é a capital da República Democrática de São Tomé e Príncipe e é, de longe, a maior povoação do país, localizada na Baía Ana Chaves, no Nordeste da Ilha de São Tomé.

     

    A capital é uma cidade com arquitectura colonial portuguesa e diversos parques. Existe uma catedral do século XVI na parte central de São Tomé e outro edifício de renome é o Forte São Sebastião, actualmente Museu Nacional de São Tomé. Outros edifícios relevantes incluem também o palácio presidencial, a Igreja do Pescador, o mercado municipal e a Praça da Independência. Várias catedrais salpicam o horizonte, onde a maioria dos edifícios coloridos, em tons pastel, é de apenas dois andares.

     

    A maior parte da acção ocorre no centro da cidade, a pouca distância do Atlântico, começando nos mercados e espalhando-se para lojas, bancos e restaurantes. A cidade é facilmente acessível e mesmo para chegar a zonas mais afastadas não deve demorar mais de 15 minutos a pé. O aeroporto é a apenas 4 km a norte da cidade. No Mercado Central, irá descobrir os produtos locais e os ingredientes secretos do Calulu, um prato típico de São Tomé e Angola feito à base de peixe seco e fresco ou carne seca. Numa visita ao Museu Nacional, poderá ouvir as histórias, contadas pelos guias, da vida nas plantações e do período atormentado de São Tomé no período pré-independência.

    Roças

    Antiga plantação, em São Tomé e Príncipe.

    A ilha de São Tomé e Príncipe tem uma história vibrante e fascinante. A Ilha foi descoberta em 1470 pelos navegadores portugueses João de Santarém e Pedro Escobar. Por volta de 1800 foram desenvolvidas plantações de café e cacau, aproveitando os solos vulcânicos da ilha. Estas plantações ficaram conhecidas como Roças. Em 1908, São Tomé tornou-se o maior produtor mundial de cacau. Desde então, o país sofreu muitos anos de declínio agrícola embora o cacau continue a ser uma das colheitas com maior rendimento.

    A cultura de escravidão nas roças foi erradicada e algumas das mansões dos proprietários são agora usadas como pequenos hotéis boutique, onde pode ficar alojado e relaxar nas varandas espaçosas. Uma visita a uma antiga plantação é uma oportunidade para perceber a forma como era gerida. Existem cerca de 150 explorações de café e cacau em São Tomé e Príncipe. Algumas plantações para visitar incluem a Ponta do Sol (no Príncipe), Água Izé, Ribeira Peixe ou Roça de São João.

     

    Roça Sundi

     

    Sundi, na Ilha do Príncipe, foi outrora a casa da família real portuguesa e dispunha de hospital, igreja, uma oficinas, estábulos, instalações de torrefacção de café e cacau, uma enorme mansão, dormitório para centenas de trabalhadores, uma rede ferroviária com locomotiva a vapor e vários outros edifícios.

    Quando visitar São Tomé e Príncipe

    Pode visitar São Tomé e Príncipe em qualquer época do ano, embora o período mais popular seja durante uma das duas estações secas, entre Junho e Setembro (Gravana), ou em Janeiro e Fevereiro (Gravanita). As temperaturas rondam os 27°C durante todo o ano, mas os meses de Verão da longa estação seca, Gravana, são o melhor momento para caminhadas e observação de aves.

     

    Para quem visitar em Agosto, irá contar com bastante animação, dado que é altura de festas populares e eventos culturais. Exemplo disso é o colorido espetáculo do Auto de Floripes, no Príncipe, a maior festa da ilha menor. Para ver a migração das baleias corcunda, a altura ideal é entre Agosto e Outubro. Entre Novembro e Março pode assistir à nidificação das tartarugas marinhas e entre Setembro e Abril à desova. Se o seu interesse é mergulho, irá encontrar a maior visibilidade do mar entre Dezembro e Março.

    São Tomé e Príncipe - Estado do tempo



    Segurança em São Tomé e Príncipe

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia em São Tomé e Príncipe.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre São Tomé e Príncipe