Início EuropaSérvia

    Sérvia

    População - 7,143,921

    Capital - Belgrado

    Língua oficial - Sérvio

    Moeda oficial - Dinar sérvio

    Código Internacional de telefone - +381

    Fuso horário - UTC/GMT +1

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional Nikola Tesla (Belgrado)

    Pontos turísticos da Sérvia

    Belgrado

    Kalemegdan, Belgrado

    Belgrado, capital da Sérvia e maior cidade, está situada na confluência dos rios Danúbio e Sava. O passado de Belgrado é sombrio e ligado a guerras. A cidade terá sido alvo de mais 100 guerras e queimada mais de 40 vezes. Felizmente, Belgrado é agora pacífica, recebendo eventos numerosos que variam entre feiras do livro, festivais de música, cinema e, claro, cerveja.

     

    A Fortaleza de Belgrado é o principal local histórico e também um bom lugar para a vista panorâmica sobre os rios e a cidade. Os principais museus incluem o Museu Nacional, com mais de 400 mil itens e o Museu Nikola Tesla, com milhares de objectos pessoais do inventor. Dê uma espreitadela no zoo de Belgrado, onde consegue uma proximidade invulgar com as espécies de animais aí residentes.

    Novi Sad

    Centro histórico de Novi Sad, Sérvia

    Novi Sad é uma bonita cidade nas margens do Rio Danúbio. A cidade, fundada no final do século XVII, é a segunda maior cidade da Sérvia e ostenta uma atmosfera descontraída. Edifícios notáveis em Novi Sad ​​incluem Dvorac Dundjerski, um castelo bem-preservado, a câmara municipal e a igreja ortodoxa.

     

    Novi Sad é ainda reconhecida pelo festival anual de música “Exit”, realizado em Julho, na Cidadela de Petrovaradin. O festival já foi premiado como o melhor festival de música da Europa.

    Parque Nacional Djerdap

    Castelo Golubac no interior do Parque Nacional Djerdap.

    O Parque Nacional Djerdap tem quatro desfiladeiros que se estendem por 115 km através de vales verdejantes. Estes desfiladeiros combinam-se e formam o desfiladeiro principal. Djerdap, também conhecido como o Portão de Ferro, é a entrada sul das Cordilheira dos Cárpatos. O parque, no Rio Danúbio, alberga também a imponente fortaleza de Golubac e dá abrigo a vastas espécies de flora e fauna.

    Cidade do Diabo (Djavolja Varos)

    Formações rochosas Djavolja Varoš, ou Cidade do Diabo, Sérvia

    A erosão é responsável por uma das formações rochosas mais majestosas da Sérvia: Devil's Town (Cidade do Diabo). A lenda local diz que as pedras são convidados de uma festa de casamento incestuoso, que terão sido petrificados pelo Diabo como forma de punição.

     

    A Cidade do Diabo é composta por mais de 200 formações rochosas únicas que se erguem sobre a paisagem, estendendo-se por dois vales nas encostas da Montanha Radan, no sul da Sérvia, perto da fronteira com o Kosovo.

    Quando visitar a Sérvia

    A Sérvia é afectada por Verões quentes e Invernos frios, ainda mais rigorosos nas montanhas, com temperaturas a baixarem até -15°C. A partir do final do Outono, as cordilheiras tornam-se intransitáveis e em algumas áreas a temporada de esqui começa em Novembro e dura até Abril.

     

    Com a excepção do Festival Exit, em Novi Sad, a Sérvia não atrai multidões, pelo que, desse ponto de vista, se torna um local ideal para visitar durante todo o ano. A melhor altura para visitar a Sérvia é nos meses de final de Primavera, Verão e Outono, ou seja, entre Maio e Setembro.

    Sérvia - Estado do tempo



    Segurança na Sérvia

    Antes de partir de viagem é extremamente importante verificar quais as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia na Sérvia.


    O site do Governo inglês é actualizado com muita regularidade para todos os países e o meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site e verifique se existe alguma indicação de problemas. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.


    Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal. Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais em que é desaconselhada a visita para turistas.

    Artigos sobre a Sérvia