Início EuropaInglaterra

    Inglaterra

    População - 54,786,300 (Junho 2016 est.)

    Capital - Londres

    Língua oficial - Inglês

    Moeda oficial - Libra esterlina

    Código Internacional de telefone - +44

    Fuso horário - UTC/GMT

    Principais aeroportos - Aeroporto de Heathrow (Londres) | Aeroporto de Gatwick (Londres) | Aeroporto de Stansted (Londres) | Aeroporto de Manchester

    Pontos turísticos de Inglaterra

    Londres

    Pôr-do-sol na Ponte da Torre de Londres, Londres

    Qualquer descrição sobre Londres fica sempre incompleta e nenhum adjectivo poderá conferir justiça a esta grande metrópole. A capital de Inglaterra, com mais de dez milhões de habitantes, atraiu um número recorde em 2015, com 31,5 milhões de visitantes.

     

    Londres é personificada pela Abadia de Westminster, o Palácio de Buckingham, Hyde Park, os bairros típicos de Knightsbridge, Camden Town ou Notting Hill, os autocarros de duplo andar, as cabines telefónicas vermelhas - em vias de extinção -, a Torre de Londres, o Estádio Olímpico, os pubs, teatros e Piccadilly Circus, os clubes de futebol Chelsea ou Arsenal e, claro, o metro ou “Tube”.

     

    Se nunca visitou Londres está a cometer um pecado. Se visitou Londres por várias vezes e pensa que já viu tudo, está enganado. Precisaria de uma vida (ou duas) para desfrutar de tudo o que Londres tem para oferecer.

    Brighton

    Cais de Brighton, no sul de Inglaterra

    Brighton, na costa do condado de Sussex, é um resort de praia popular desde meados do século XIX. A praia está alinhada com elegantes prédios vitorianos e parte da popularidade deve-se à proximidade com Londres, a apenas a uma hora de comboio. Em Brighton pode também visitar-se o famoso Pontão de Brighton ou o Royal Pavilion, uma antiga residência real, admirar os tradicionais jardins ingleses e desfrutar da intensa vida nocturna. Este é também um destino predilecto de LGBT.

    Lake District

    Paisagem do Lake District, Inglaterra

    O Lake District, no condado de Cumbria, é o maior parque nacional de Inglaterra e em Julho de 2017 foi inscrito na lista de locais protegidos pela UNESCO. Esta região montanhosa, reconhecida pelas óptimas opções para caminhadas e alpinismo, atrai mais de 15 milhões de visitantes anualmente.

     

    No parque encontram-se as montanhas mais elevadas de Inglaterra - o pico de Scafell - e o lago mais longo, Windermere. A paisagem é fenomenal, com lagos, colinas, montes, montanhas e vales verdejantes. No Inverno, a neve é presença constante e transforma por completo o cenário.

    Bath

    Barco em Bath, Inglaterra

    Bath obteve a designação desde os tempos dos Romanos, depois de aqui terem sido construídas zonas balneares para aproveitar as fontes termais. Bath alcançou o pico da popularidade na era georgiana em que os ricos ali se deslocavam para frequentar os spas. Além de ser famosa pelas suas águas, a cidade é também um marco cultural e culinário e um excelente exemplo de arquitectura georgiana.

    Oxford

    Oxford, Oxfordshire, em Inglaterra

    Oxford, uma cidade etnicamente diversa, é conhecida como o local onde se encontra a universidade de língua inglesa mais antiga do mundo, a Universidade de Oxford, que remonta ao século XII. Nesta cidade do Sudeste de Inglaterra, no condado de Oxfordshire, podem visitar-se castelos Normandos e a Igreja Catedral de Cristo ou Catedral de Oxford.

    Stonehenge

    Pôr-do-sol em Stonehenge, Inglaterra

    Para muitos algo peculiar, para outros um estranho aglomerado de pedras e para vários o local de culto a cada solstício. Não obstante o argumento, Stonehenge, no condado de Wiltshire, é um dos lugares mais populares para visitar em Inglaterra.

     

    Terá sido por volta de 2500 a.C que o homem do Neolítico e da Idade do Bronze começou a transportar pedras gigantescas do País de Gales, mas só em 1600 a.C Stonehenge terá sido concluído. Dado não haver registos escritos do que levou à construção de Stonehenge, o mistério em redor da estrutura continua por resolver. Alguns estudiosos acreditam que o monumento tenha sido usado como centro cerimonial ou religioso.

     

    Pode igualmente aproveitar para visitar Avebury, uma outra estrutura pré-histórica, constituído por um círculo de pedras de maior dimensão, com menos restrições nas visitas e bastante menos turistas.

    Quando visitar Inglaterra

    O tempo é, provavelmente, o assunto preferido dos ingleses. Dois dias de frio obrigam a uma discussão intensa sobre o assunto durante uma semana e proporcionam manchetes sem fim aos tablóides. No pólo oposto, quando se verificam dois dias de calor acima dos 25 graus, recebe a classificação de “onda de calor”.

     

    A realidade é que, norma geral, os Verões em Inglaterra raramente são muito quentes - com excepção de alguns dias em Julho na região de Londres - e os Invernos não são muito frios, com excepção do Norte do país.

     

    Maio pode ser chuvoso num ano e solarengo no ano seguinte. Agosto pode ser ameno ou chuvoso. Em Novembro, a temperatura pode ser amena ou até pode nevar. A melhor altura para visitar Inglaterra é entre Maio e Junho ou em Setembro e Outubro. Dias de sol (eventualmente) e temperaturas agradáveis (por norma).

     

    O tempo em Inglaterra pode resumir-se numa palavra: incerto. As previsões falham, na maioria das vezes, e a solução é abrir a janela pela manhã e avaliar por si próprio.

    Inglaterra - Estado do tempo



    Segurança em Inglaterra

    Antes de partir de viagem é extremamente importante verificar quais as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia em Inglaterra.


    O site do Governo inglês é actualizado com muita regularidade para todos os países e o meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site e verifique se existe alguma indicação de problemas. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.


    Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal. Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais em que é desaconselhada a visita para turistas.

    Artigos sobre Inglaterra

  • 1
  • 2