Colômbia

    População - 47,220,856 (Julho 2016 est.)

    Capital - Bogotá

    Língua oficial - Espanhol

    Moeda oficial - Peso colombiano

    Código Internacional de telefone - +57

    Fuso horário - UTC/GMT -5

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional El Dorado International (Bogotá) | Aeroporto Internacional José María Córdova (Medellín)

    Pontos turísticos da Colômbia

    Cartagena

    Farol de Cartagena, Colômbia

    Com uma cidade velha brilhantemente preservada, entre mansões e mosteiros, Cartagena é considerada uma das cidades mais bonitas da América do Sul. O coração da cidade está cercado por um perímetro de 13 km de muros de pedra centenária. Aqui encontra-se uma rede de estreitas ruas de calçada, em que pontificam fachadas de edifícios coloridos, catedrais e igrejas dominam as praças, enquanto carruagens puxadas por cavalos passeiam turistas pela cidade. Este é o tipo de lugar para desfrutar sem pressa, sem rumo, enquanto dialoga com os habitantes locais.

     

    Cartagena é uma cidade fotogénica e, claro, uma das atracções turísticas mais populares da Colômbia. Esta cidade foi a primeira das colónias espanholas na Colômbia e a Cidade Velha está repleta de arquitectura colonial histórica. A Ciudad Amurallada, como é conhecida a zona velha, contém diversos marcos, com destaque para a Plaza Trinidad, no Bairro Getsemaní.

    Parque Nacional Tayrona

    Praia Parque Natural Nacional de Tayrona, na Colômbia

    No meio das selvas intactas da costa do Caribe, entre 150 km2 de terra e oceano, o Parque Nacional Tayrona é uma mistura de praias, baías e florestas verdejantes. No Parque Nacional Tayrona, que faz fronteira com o Mar do Caribe, existem também vários trilhos para caminhar e muitos oferecem vistas espectaculares.

     

    A origem do nome do parque deve-se ao povo pré-colombiano Tayrona que outrora povoou a área, com marcas da sua existência ainda presentes em vestígios arqueológicos, como a cidade de Pueblito.

     

    É o parque nacional mais popular da Colômbia, onde vivem várias espécies endémicas e espécies ameaçadas de extinção, incluindo a tartaruga-marinha. Um dos principais pontos no Parque Nacional Tayrona é a lagoa chamada La Piscina, onde um recife natural transforma a lagoa numa área de natação protegida.

    San Andrés, Providencia e Santa Catalina

    Praia Jonny Cay, San Andres, Colômbia

    O arquipélago de San Andrés, Providencia e Santa Catalina está localizado na extremidade ocidental do Mar das Caraíbas, mais perto da Nicarágua do que da Colômbia. São dois grupos de ilhas, em que San Andrés é a maior ilha e Santa Catalina a mais pequena. Providencia e Santa Catalina estão ligadas por uma ponte, uma estrutura flutuante de madeira, chamada de Ponte dos Namorados, ou El Malecón de los Enamorados.

     

    Praias de areia branca e palmeiras são as principais características de San Andrés e diz-se que as águas, ricas em vida selvagem, apresentam sete tons de azul, e são um óptimo lugar para mergulhar.

     

    San Andrés, a maior ilha do arquipélago, e o centro comercial e administrativo, atrai muitos turistas à procura de preços baixos, enquanto Providencia oferece o mesmo mar azul-turquesa e extensos recifes de corais, mas é muito menos explorado e a herança colonial está presente em pequenas aldeias de casas de madeira coloridas.

    Zona Cafetera

    Grãos de café na Zona Cafetera, Colômbia

    A região de café da Colômbia é uma fusão de exuberantes paisagens, enormes propriedades coloniais e pitorescas zonas rurais. Conhecida como a Zona Cafetera, a região foi colonizada no século XIX e ainda hoje mantém um charme tradicional.

     

    A Colômbia é famosa pelo seu café, mas em nenhum lugar irá encontrar tão apreciado grão como nos departamentos de Caldas, Risaralda e Quindío, que juntos formam o coração da Zona Cafetera, também chamada de Eje Cafetero. Esta parte da Colômbia é o melhor local do país para saborear o aclamado café Arábica, um tipo de café desejado por qualquer apreciador e que existe em abundância na Zona Cafetera. Quase metade da colheita de café da Colômbia é cultivada nestas encostas dos Andes.

     

    Muitas plantações de café abriram-se ao turismo e explicam, em detalhe, o processo para chegar ao revitalizante e delicioso café da Colômbia. Pode visitar durante todo o ano, mas as visitas são particularmente mais estimulantes se visitar durante a altura das colheitas de café, ou seja, entre Abril e Maio e entre Outubro e Dezembro.

     

    Aproveite ainda para dar um mergulho nas fontes termais em Santa Rosa e San Vincente ou caminhar na zona por esta região dos Andes.

    Ciudad Perdida

    Ruínas da Ciudad Perdida,na Colômbia

    Isolada no cume de uma montanha, no coração da selva, para rivalizar com Machu Picchu, a Ciudad Perdida é sem dúvida um lugar fascinante na Colômbia.

     

    Grande parte da Colômbia é ainda selva sub-desenvolvida e a Ciudad Perdida está escondida no coração desta selva. Também conhecida como a Cidade Perdida de Teyune, é uma povoação pré-colombiana, construída por volta do século VIII pelos índios Tayrona. A povoação foi em tempos um lugar próspero, mas hoje tudo o que resta são terraços de pedra em forma circular, muitos deles engolidos pela densa vegetação.

     

    A área é popular para passeios guiados, onde os visitantes podem caminhar e acampar no ambiente natural da selva. Apenas acessíveis a pé, os antigos terraços e caminhos de pedra permanecem longe do turismo de massas. A caminhada para a Ciudad Perdida é parte da experiência, já que o percurso de ida e volta demora cerca de cinco dias, através de floresta tropical densa, riachos e cascatas, e aldeias indígenas.

    Caño Cristales

    Caño Cristales, na Colômbia

    Caño Cristales é conhecido como o arco-íris líquido ou o rio de cinco cores. Este é um marco natural que deve constar no roteiro de qualquer ida à Colômbia. Caño Cristales, inserido no Parque Nacional Natural (PNN) Sierra de La Macarena, foi fechado ao turismo em 1989 devido à presença das FARC nas áreas circundantes, mas algumas agências de turismo começaram recentemente a oferecer passeios para a área, depois do fim das hostilidades da guerrilha colombiana.

     

    O rio está localizado nos arredores da pequena cidade de La Macarena, no parque nacional conhecido como Serranía de la Macarena. Plantas, rochas, areia e algas dão cor ao rio, que pode parecer preto, branco, verde, amarelo ou vermelho brilhante dependendo da localização.

     

    Durante a maior parte do ano o cenário surreal não é visível, mas entre Julho e Novembro, os níveis de água permitem esta transformação, que deriva da erupção de algas produzidas por uma espécie de Planta chamada Macarenia clavigera. As algas formam uma cobertura subaquática de vermelho vivo e transformam a água cristalina, que contrasta com a paisagem lunar e a paisagem circundante de savana.

     

    As caminhadas ao longo das margens do Caño Cristales são uma aventura particular, mas os visitantes também podem apreciar várias cataratas, como Los Cuarzos, ou nadar nas piscinas naturais formadas pelo Río Guayabero.

    Villa de Leyva

    Arquitectura em Villa de Leyva, Colômbia

    Com ruas de calçada, uma larga praça central e arquitectura modesta, Villa de Leyva é uma cidade colonial na Colômbia. A arquitectura remete para influências espanholas e mouras. Indiferente ao desenvolvimento moderno, graças à sua localização isolada, a cidade parou no tempo e mantém muitas características originais do século XVI, desde azulejos pintados à mão até portas de madeira esculpidas.

     

    Na verdade, a Villa de Leyva foi comparada à Andaluzia espanhola. A menos de quatro horas de carro de Bogotá, a região de Villa de Leyva dispõe ainda de igrejas, museus, ruínas pré-colombianas e fósseis de dinossauros.

    Bogotá

    Vista aérea de Bogotá, Colômbia

    Bogotá, por vezes designada como a Atenas da América do Sul, foi primeiramente povoada por povos indígenas, embora a data de fundação seja tenha sido estimada em 1538 por um explorador espanhol. Actualmente, é uma das maiores cidades da América do Sul e capital da Colômbia.

     

    Localizada perto da Cordilheira dos Andes, Bogotá tem inúmeras atracções, incluindo um planetário, museu do ouro e jardim botânico. O bairro histórico da cidade pode ser encontrado em La Candelaria, um bairro com cafés, igrejas e museus.

    Quando visitar a Colômbia

    A proximidade da Colômbia com o equador mantém as temperaturas regionais estáveis ao longo do ano, a rondar os 24°C, ao longo da costa, e entre 7-17°C nas regiões mais elevadas do interior.

     

    Nos Andes existem duas estações secas e duas estações chuvosas, sendo que os meses mais secos, são de Dezembro a Março e Julho a Agosto. Em áreas baixas, especialmente no sul da Colômbia, as chuvas são mais constantes, mas nunca duram muito tempo. Globalmente, a estação seca dura de Dezembro a Março e a estação chuvosa, com fortes chuvas - embora de curta duração - de Abril a Novembro.

     

    A melhor época para visitar a Colômbia é durante a estação seca, Dezembro a Abril, mas evitando o período entre 15 Dezembro e 15 de Janeiro, que é o momento favorito para as férias dos cidadãos colombianos.

    Colômbia - Estado do tempo



    Segurança na Colômbia

    Antes de partir de viagem é extremamente importante verificar quais as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia na Colômbia.


    O site do Governo inglês é actualizado com muita regularidade para todos os países e o meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site e verifique se existe alguma indicação de problemas. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.


    Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal. Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais em que é desaconselhada a visita para turistas.

    Artigos sobre a Colômbia