Nicarágua

    População - 5,966,798 (Julho 2016 est.)

    Capital - Manágua

    Língua oficial - Espanhol

    Moeda oficial - Córdoba

    Código Internacional de telefone - +505

    Fuso horário - UTC/GMT -6

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional Augusto C. Sandino (Manágua)

    Pontos turísticos da Nicarágua

    Islas del Maíz (Corn Islands)

    Vista aérea das Ilhas do Milho ou Islas Maíz, Nicarágua

    Viajantes aventureiros devem definitivamente incluir as Islas del Maíz (Ilhas do milho) no roteiro de viagem pela Nicarágua. Situadas a 40 km do continente, perto da cidade de Bluefields, as duas ilhas são o habitat natural de macacos bugios, enquanto os recifes de coral circundantes abrigam barracudas, tubarões-enfermeira, raias ou tartarugas verdes. No século XVII, as ilhas eram um refúgio para piratas e contrabandistas e, devido a isso, ainda existem restos de barcos naufragados na região o que torna os corais mais ricos… em vida selvagem.

     

    Como a indústria do turismo está na sua infância, os visitantes não encontrarão hotéis modernos ou resorts de luxo em Big Corn Island (Isla Grande del Maíz) e Little Corn Island ( Isla Pequeña del Maíz). Em vez disso, pode descobrir uma diversidade de fauna e flora intocada e algumas aldeias escassamente povoadas pelas tribos Garifuna. Estas dispõem de alojamento simples e barato.

     

    As Islas del Maíz são um destino perfeito, fora do circuito turístico, na Nicarágua, um paraíso tropical ainda algo ignorado por turistas, com incríveis praias de areia branca e árvores de fruto que completam a imagem do paraíso. Actividades populares nas ilhas incluem pesca, mergulho e snorkelling.

    Granada

    Noite na Catedral de Nossa Senhora da Assunção, em Granada, na Nicarágua

    Granada foi fundada em 1524 e consta que é a cidade a mais velha do mundo novo. Muitos dos edifícios históricos foram restaurados várias vezes ao longo dos séculos, com os moradores a efectuar um esforço extra para proteger o património antigo, apesar das invasões de piratas e guerras civis. A colorida cidade de Granada oferece aos visitantes várias atracções históricas e elegante arquitectura colonial, além de mercados animados e museus. A cidade também se enche de gente e de cores durante a Semana Santa.

     

    Lugares populares para visitar na cidade de Granada incluem ainda seis igrejas, o Parque Central, o Fuerte La Pólvora (um forte do século XVIII) e o mercado local. Nos arredores da cidade pode visitar o estupendo Lago Nicarágua, caminhar pela floresta, acima da copa das árvores, nas encostas do Vulcão Massaya e saborear o bom café da Nicarágua numa das várias fazendas cafeeiras. Granada é a melhor base para os visitantes explorarem o Lago Nicarágua e muitos dos vulcões e praia do país.

    Lago Nicarágua

    Vulcão Concepción, Ometepe, Lago Cocibolca, Nicarágua

    O Lago Nicarágua (por vezes referido como Lago Cocibolca) é o maior lago da América Central e um dos maiores do mundo. Uma série de atracções, além da enorme área que ocupa, tornam o Lago Nicarágua interessante para os visitantes. Por exemplo, o Lago Nicarágua é um dos únicos espaços de água doce do mundo que dá abrigo permanente a tubarões.

     

    O tubarão-touro, também conhecido como tubarão-de-cabeça-chata, tem a mordida mais forte entre as espécies de tubarão, de acordo com cientistas nos Estados Unidos e Alemanha. A espécie habita as profundezas do Lago Nicarágua e pode por vezes ser avistado, ainda que seja raro.

     

    Os visitantes do Lago da Nicarágua podem alugar um barco e visitar as ilhas enquanto apreciam o cenário espectacular e a enorme diversidade de aves. As cidades de Granada, San Carlos, San Jorge e San Miguelito estão todas localizadas nas margens do Lago Nicarágua, tornando-o facilmente acessível. No entanto, apesar da importância do lago na região, a infra-estrutura turística não é tão tão desenvolvida como se poderia imaginar.

    Vulcões da Nicarágua

    Vulcão Concepción, Ometepe, Lago Cocibolca, Nicarágua

    Nenhuma viagem à Nicarágua está completa sem uma caminhada em pelo menos um dos muitos vulcões do país. A Nicarágua possui um número notável de vulcões, desde as montanhas do sul, junto ao Lago Nicarágua, até ao impressionante Vulcão Cosiguina, a Norte, que sobressai no Golfo de Fonseca.

     

    Muitos dos vulcões nicaraguenses estão adormecidos, mas alguns permanecem activos, como é o caso do Vulcão Concepción. Outros vulcões mais populares incluem Maderas, Zapatera, Mombacho, Laguna de Apoyo, Masaya, Apoyeque, Momotombo, Cerro Negro, Telica e San Cristobal.

    Na verdadeira “terra de lagos e vulcões”, explorar estes monstros adormecidos e outros em actividade constante deve constar do seu roteiro pela Nicarágua. Vistas espectaculares, paisagens impressionantes e crateras imponentes oferecem esplêndidas oportunidades fotográficas.

    Reserva da Biosfera de Bosawas

    Situada em ambos os lados da fronteira, entre a Nicarágua e as Honduras, a Reserva da Biosfera de Bosawas cobre mais de 20 mil km², abrigando milhares de espécies de plantas e animais e quase 200 mil tipos de insectos.

     

    A área foi designada Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1997 e é a segunda maior floresta tropical do hemisfério ocidental, atrás apenas da Amazónia. De facto, a reserva - incluindo as zonas-tampão - ocupa cerca de 15% da área total da Nicarágua.

     

    Uma visita para explorar a Reserva da Biosfera de Bosawas, na Nicarágua, é altamente recomendada e os turistas que visitam a Reserva irão descobrir uma enorme variedade de vida animal, incluindo pumas, jaguares e a maior águia das Américas, a águia-harpia. Os povos indígenas, os Sumos e os Miskitos, ainda praticam agricultura de subsistência dentro dos limites da reserva, tal como sempre fizeram durante séculos. Existem tours guiados pela floresta, organizados por várias empresas locais.

    San Juan Del Sur

    San Juan del Sur, Nicarágua

    San Juan del Sur é a base para a exploração das praias da costa do Pacífico, na Nicarágua, 140 km a sul da capital Manágua. Com uma população superior a 15 mil habitantes, composta principalmente de famílias envolvidas na pesca ou no turismo e expatriados dos Estados Unidos, Canadá e Europa. Embora a economia local tenha sido, durante muitos anos, baseada na pesca e no transporte marítimo, agora é o turismo a principal fonte de sustento.

     

    A cidade atrai uma autêntica colónia de viajantes internacionais, sobretudo surfistas. Escolas de surf abundam e este é um bom local para iniciantes e surfistas mais experientes. De dia, surf e pesca dominam as atenções, enquanto à noite a praia se agita graças a alguns populares bares à beira-mar, restaurantes e lojas.

    Quando visitar a Nicarágua

    A Nicarágua tem duas estações distintas: o Verão seco e o Inverno húmido. O clima é tropical, quente e húmido, com uma estação chuvosa que se estende de Maio a Outubro, no sector ocidental, e dura até Janeiro na costa do Caribe. Este período caracteriza-se por fortes chuvas com alto risco de ocorrência de furacões.

     

    Na costa do Pacífico, a chuva cai frequentemente, de tarde, de Maio a Novembro, embora as manhãs sejam geralmente soalheiras e secas. A região central de montanha apresenta um clima mais frio, com chuvas esporádicas durante todo o ano, enquanto a costa do Atlântico é quente e húmida durante todo o ano, com Setembro e Outubro a registar tempestades tropicais.

     

    Portanto, a melhor altura para visitar a Nicarágua é entre final de Dezembro e Abril (Fevereiro a Abril para o Caribe), durante a estação seca. Apesar disso, o Verão pode ser extremamente quente e muitas vezes desconfortavelmente seco, ou seja, com temperaturas a oscilar entre os 30°C e 35°C.

    Nicarágua - Estado do tempo



    Segurança na Nicarágua

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia na Nicarágua.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre a Nicarágua


    Ainda não existem artigos escritos sobre a Nicarágua.

    Convido-o a explorar outros destinos de viagem nos Lugares Incertos