Início ÁfricaMadagáscar

    Madagáscar

    População - 24,430,325 (Julho 2016 est.)

    Capital - Antananarivo

    Língua oficial - Francês (oficial), Malgaxe (oficial), Inglês

    Moeda oficial - Ariary

    Código Internacional de telefone - +261

    Fuso horário - UTC/GMT +3

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional Ivato (Antananarivo)

    Pontos turísticos de Madagáscar

    Parque Nacional Ranomafana

    Sapo no Parque Nacional de Ranomafana, Madagáscar

    Localizado na região sudeste de Madagáscar, perto da aldeia de Ranomafana, o Parque Nacional Ranomafana é um dos parques mais populares do país. O parque foi criado em 1991 com o objetivo de assegurar a biodiversidade singular do ecossistema, reduzindo a pressão humana sobre a área protegida. O parque é o refúgio natural do lémure-delicado-dourado, uma espécie em risco de extinção, cuja dieta inclui raízes de bambu que contêm doses de cianeto que seriam letais para outros animais, mas que não produz qualquer efeito nocivo no lémur-delicado-dourado.

     

    Com mais de 416 km2 de floresta tropical, o Parque Nacional Ranomafana abriga outras espécies de flora e fauna, incluindo mais de 120 espécies de rãs. Devido ao fácil acesso e perto da RN7, grande biodiversidade (12 espécies de lémur) e infra-estruturas desenvolvidas, tornou-se um dos lugares mais visitados de Madagáscar. Além disso, a imensa vida selvagem inclui ainda 60 espécies de répteis (camaleões, serpentes e lagartixas), 90 borboletas e 350 aranhas.

    Parque Nacional Masoala

    Eulemur rufus, Lémure de barriga vermelha, no Parque Nacional de Masoala, em Madagáscar.

    Situado no nordeste de Madagáscar, o Parque Nacional Masoala abrange milhares de floresta tropical e inclui três parques marinhos. O parque abriga dez espécies de lémures, incluindo o Aye-Aye, o maior primata noturno do mundo. Este primata passa o dia enrolado em ninhos de galhos e folhas no topo de árvores nas florestas húmidas de Madagáscar, evitando o solo sempre que possível. O parque é também habitat de uma diversificada gama de aves e répteis, incluindo o exótico sapo tomate, assim apelidado devido à cor vermelha brilhante. Os parques marinhos de Tampolo, Ambodilaitry e Ifaho são destinos perfeitos para snorkeling e viagens de kayak.

    Parque Nacional de Andasibe-Mantadia

    Lémure Indri, Parque Nacional de Andasibe-Mantadi, Madagáscar

    O Parque Nacional de Andasibe-Mantadia ocupa mais de 150 km2 de terra em Madagáscar oriental e abriga onze diferentes espécies de lémur, incluindo o maior lémur do país, o Indri sagrado, cujo som ecoa pela floresta. Além das várias espécies de lémur que habitam o parque, os visitantes podem também avistar répteis como geckos, camaleões e cobras e mais de uma centena de espécies de aves.

    Localizado perto de Antananarivo, capital de Madagáscar, o Parque Andasibe-Mantadia é um dos mais fáceis de visitar e está dividido em duas áreas, o Parque Nacional Mantadia e a Reserva Analamazoatra. Trata-se de uma região extraordinariamente diversificada e muito popular entre os turistas que visitam Madagáscar.

    Ifaty

    Resort na região de Ifaty, Madagáscar

    Ifaty é o nome dado a duas vilas piscatórias na costa sudoeste de Madagáscar, perto de um recife de coral com mais de 60 km de comprimento. Esta barreira natural protege a costa das marés vivas, criando condições ideais para mergulho, snorkeling e pesca nas águas cristalinas repletas de peixes coloridos. A zona interior desértica é conhecida pela floresta espinhosa, onde as árvores baobá têm prosperado desde há vários séculos. Ifaty oferece praias com areias douradas perfeitas, que gentilmente se deslocam com o movimento das marés e onde o sol é uma constante.

    Avenida dos Baobás

    Pôr-do-sol- na famosa Avenida dos Baobás (Adansonia digitata), em Madagáscar.

    A Avenida dos Baobás é um grupo de árvores, alinhadas quase na perfeição, numa estrada de terra batida entre Morondava e Belon'i Tsiribihina, em Madagáscar. Esta paisagem deslumbrante atrai turistas de todo o mundo, tornando-se um dos locais mais visitados da região. As árvores Baobá (ou embondeiros) - podem ter até 800 anos de idade - são o que resta de uma densa floresta, que ao longo dos anos foi sendo abatida para uso agrícola.

    Ilha Sainte Marie

    Baleia em Ifaty, Madagáscar

    A Ilha Sainte Marie, ou Ile Sainte Marie, encontra-se ao largo da costa leste de Madagáscar. As baías e ilhéus, protegidas de tempestades, atraíram piratas à Ile Sainte Marie durante os séculos XVII e XVIII e alguns vestígios de navios pirata ainda podem ser encontrados, por exemplo, na Baie des Forbans. Actualmente, a ilha é uma das principais atracções turísticas de Madagáscar, porque as águas transparentes são o local perfeito para a prática de snorkeling e para seguir de perto a migração de baleias corcunda, durante o Verão e início do Outono.

    Quando visitar Madagáscar

    O clima de Madagáscar caracteriza-se por uma estação seca, de Abril a Outubro, e uma estação chuvosa, de Novembro a Março. Esta é a altura em que os destrutivos ciclones atingem a costa Leste. As fortes chuvas, embora menos intensas, no Oeste e Sudoeste da ilha e no semi-deserto do extremo Sudoeste, apenas humedecem a terra seca. A melhor época para visitar Madagáscar é durante a estação seca, de Abril a Outubro, evitando o Leste do país entre Junho e Setembro, quando é frequente ser assolado por chuvas fortes. No resto do ano, de Abril a Outubro, Madagáscar caracteriza-se por tempo seco e frio.

     

    Durante o Inverno austral, Abril a Outubro, as árvores perdem as folhas, os animais estão menos activos e algumas espécies hibernam. Todavia, esta pode ser a altura perfeita para seguir as baleias. Novembro é frequentemente recomendado como uma boa altura para avistar vida selvagem, dado que as primeiras chuvas provocam uma explosão na actividade animal e assiste-se ao clímax da época de acasalamento e ainda à desova entre os anfíbios, répteis e aves.

     

    Para mergulho e snorkeling opte pelo período entre Agosto e Outubro, quando as águas já estão livres dos sedimentos arrastados pelos rios durante as chuvas. Nas terras altas, acima de cerca de 2000 metros, pode chover em qualquer altura do ano e as noites podem ser frias.

    Madagáscar - Estado do tempo



    Segurança em Madagáscar

    Antes de partir de viagem é extremamente importante verificar quais as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia em Madagáscar.


    O site do Governo inglês é actualizado com muita regularidade para todos os países e o meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site e verifique se existe alguma indicação de problemas. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.


    Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal. Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais em que é desaconselhada a visita para turistas.

    Artigos sobre Madagáscar


    Ainda não existem artigos. Explore outros destinos nos Lugares Incertos