Egipto

    População - 94,666,993 (Julho 2016 est.)

    Capital - Cairo

    Língua oficial - Árabe (oficial), o Inglês e Francês são línguas faladas abundantemente

    Moeda oficial - Libra egípcia

    Código Internacional de telefone - +20

    Fuso horário - UTC/GMT +2

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional do Cairo | Aeroporto Internacional de Hurghada | Aeroporto Internacional de Sharm el-Sheikh

    Pontos turísticos do Egipto

    Cairo e Grande Pirâmide de Gizé

    Pôr-do-sol nas Pirâmides de Gizé, no Cairo, Egipto.

    Localizada perto da foz do delta do Rio Nilo, a moderna capital do Egipto é uma agitada metrópole (cerca de 20 milhões de habitantes) com uma longa e turbulenta história. Construída perto da antiga capital de Memphis, a cidade do Cairo é um popular ponto de partida para cruzeiros pelo Nilo e para explorações das Pirâmides de Gizé, nos arredores da cidade. No Museu Egípcio, na Praça Tahrir, pode ver de perto o tesouro do Faraó Tutancámon, bem como múmias e outros artefactos do antigo Egipto.

    Uma visita ao Cairo ficaria incompleta se não incluísse uma ida à Grande Pirâmide de Gizé, bem como a todo o complexo de pirâmides de Saqqara. Mais de 130 pirâmides foram descobertas em todo o Egipto. As pirâmides, juntamente com a Esfinge na base do planalto de Gizé, são a imagem icónica do Egipto. Construídas durante o período de três gerações, cada pirâmide terá demorado cerca de 200 anos a erigir. Além das principais pirâmides, existem estruturas satélite mais pequenas, calçadas e templos. A necrópole de Gizé, situada nos subúrbios do sudoeste do Cairo é, provavelmente, uma das maiores atracções turísticas do mundo.

     

    Este complexo de monumentos antigos inclui os três complexos de pirâmides conhecidas como as Grandes Pirâmides, a escultura maciça conhecida como a Grande Esfinge, vários cemitérios, uma vila operária e um complexo industrial. O complexo das Pirâmides de Gizé está situado a cerca de 9 km do Rio Nilo, no centro histórico de Gizé, e a cerca de 16 km da cidade do Cairo. A dimensão, localização e a importância histórica fizeram com que as Pirâmides, no Cairo, fossem eleitas uma das Sete Maravilhas do Mundo e inscritas na lista da UNESCO em 1979. A Grande Pirâmide de Gizé é a mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo Antigo e a única ainda existente.

     

    Estima-se que a Grande Pirâmide de Gizé consista em mais de dois milhões de blocos de pedra que pesam entre duas e 30 toneladas, embora alguns blocos possam pesar mais de 50 toneladas. Apesar do enorme calor no exterior, a temperatura no interior das pirâmides mantém-se estável, cerca de 20 graus.

    Abu Simbel

    Templos de Abu Simbel, Egipto

    Abu Simbel continua a ser uma das principais atracções turísticas do Egipto. O sítio arqueológico é constituído por dois templos maciços na margem ocidental do Lago Nasser. Os templos gémeos foram originalmente esculpidos na montanha durante o reinado do Faraó Ramsés, o Grande, no século XIII a.C, numa homenagem a si próprio e à rainha Nefertari. O complexo de Abu Simbel foi transferido na sua totalidade na década de 1960, quando as águas do Lago Nasser ameaçavam engolir os monumentos, devido à construção da barragem de Aswan.

    Rio Nilo

    Barco à vela no Rio Nilo, Egipto.

    Um cruzeiro do Nilo é uma forma popular de visitar o Egipto. O Rio Nilo tem sido a tábua de salvação do Egipto desde os tempos antigos e não há melhor maneira de tomar o pulso à passagem do tempo e da história do país do que seguir o curso do Nilo.

     

    Quase todos os navios de cruzeiro egípcio seguem a rota Luxor-Aswan, uma rota segura e que passa por duas das mais importantes cidades do Egipto. Fazer a viagem numa Falua (espécie de fragata utilizada desde a antiguidade) pelo Nilo é uma opção para genes mais aventureiros e embora perca em luxo irá ganhar em silêncio e serenidade.

    Alexandria

    Vista panorâmica do Porto de Alexandria, no Egipto.

    Localizada na costa do Mar Mediterrâneo, Alexandria é a segunda cidade mais populosa do Egipto, com cerca de 4,1 milhões de habitantes. É o maior porto do Egipto - com 80% das importações e exportações - e um dos principais núcleos turísticos. Fundada em 331 a.C por Alexandre, o Grande, a cidade de Alexandria já foi considerada o centro do mundo, beneficiando da ligação entre o Mar Mediterrâneo e o Mar Vermelho. Muitos dos locais históricos de Alexandria, incluindo uma biblioteca que abrigava mais de 500 mil livros, foram destruídos por devastadores terramotos no século XIV. Hoje, a cidade é uma sombra do seu passado vibrante, mas ainda exibe várias atracções culturais de interesse.

    Hurghada e Mar Vermelho

    Bungalow em Hurghada, no Mar Vermelho, Egipto.

    Hurghada, situada junto ao Mar Vermelho, já foi uma pequena vila de pescadores, mas agora essas características já se perderam e a cidade turística de Hurghada está quase irreconhecível. Com mais de 200 hotéis diferentes, muitos dos quais ao longo da costa, a região cresceu e tornou-se um dos destinos turísticos mais visitados no Egipto. Com uma grande variedade de praias, Hurghada é especialmente popular pelas possibilidades de mergulho que oferece.

     

    O Mar Vermelho, ao largo da costa do Egipto, é um dos mais belos lugares do mundo para mergulhar. As águas do Mar Vermelho são famosas pela sua visibilidade espectacular, apresentando algumas das paisagens marítimas mais exóticas e uma vasta extensão de corais. Os resorts de praia do Mar Vermelho estão localizados em ambos os lados do mar: no lado leste, na península do Sinai está Sharm el Sheikh, e na costa oeste do Mar Vermelho encontra-se Hurghada.

    Quando visitar o Egipto

    O norte do Egipto pode ser bastante frio no Inverno, mas em geral o país beneficia de um clima quente e seco durante quase todo o ano, com excepção do período entre Janeiro e Março. As temperaturas oscilam entre os 20°C e 32°C em toda a área do Mediterrâneo e entre os 28°C e 50°C na região de Aswan, onde raramente chove. A época alta é entre Novembro e Fevereiro, mas a altura ideal para visitar o Egipto é na Primavera ou Outono.

     

    O Vale do Nilo é ameno ao longo da temporada de Inverno, embora o Cairo possa estar encoberto e algo frio. De Junho a Setembro, a sul e no deserto, o tempo é muito quente e a poluição no Cairo atinge os níveis mais elevados, tornando o ar quase irrespirável. O Inverno é o período mais movimentado nos resorts do Sinai, mas Hurghada mantém ocupação elevada durante todo o ano. Deve ter-se também em atenção o Ramadão, o período de jejum, e o calendário Islâmico, já que as celebrações podem afectar os transportes e restauração.

    Egipto - Estado do tempo



    Segurança no Egipto

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia no Egipto.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre o Egipto


    Ainda não existem artigos escritos sobre o Egipto.

    Convido-o a explorar outros destinos de viagem nos Lugares Incertos