Início ÁfricaCabo Verde

    Cabo Verde

    População - 553,432 (Julho 2016 est.)

    Capital - Praia

    Língua oficial - Português (oficial), Crioulo cabo-verdiano

    Moeda oficial - Escudo

    Código Internacional de telefone - +238

    Fuso horário - UTC/GMT -1

    Principais aeroportos - Aeroporto Internacional Aristides Pereira (Ilha da Boa Vista) | Aeroporto Internacional Amílcar Cabral (Ilha do Sal) | Aeroporto Internacional Nelson Mandela (Ilha de Santiago - Praia) | Aeroporto Internacional Cesária Évora (Ilha de São Vicente)

    Pontos turísticos de Cabo Verde

    Pico do Fogo

    vulcão do Pico do Fogo, no Chã das Caldeiras, em Cabo Verde

    O Pico do Fogo, o mais alto de Cabo Verde (2829m), é um ponto coberto de cinzas que se ergue de forma dramática a partir da antiga cratera, com 9 km de largura, conhecida como Chã das Caldeiras. Uma estrada - pontuada por aldeias de casas construídas por blocos de lava - circunda a Ilha do Fogo. Esta ilha vulcânica é uma das dez que formam o arquipélago de Cabo Verde e uma das primeiras a ser habitada.

     

    A última erupção do Pico do Fogo foi registada em 2014 e durante mais de dois meses, entre Novembro de 2014 e Fevereiro de 2015, o vulcão da Ilha do Fogo lançou lava e cinzas que destruíram duas povoações, campos agrícolas e obrigaram ao desalojamento de cerca de mil pessoas, estimando-se o prejuízo em cerca de 45 milhões de euros. Mas, nem a contínua actividade vulcânica afasta agricultores e produtores de café e vinho das suas encostas, devido à extrema fertilidade dos solos. É destas plantações de café que nasce o renomeado Café do Fogo.

     

    O cume do vulcão continua intacto e pode, aliás, ser escalado, embora seja necessário acompanhar-se de um guia, de botas de qualidade e fortes cordas para evitar escorregar nas cinzas vulcânicas. A escalada até ao cume demora entre três e quatro horas, começando na povoação de Chã das Caldeiras, mas o esforço é recompensado com uma vista magnífica. Para premiar a actividade física, pode, mais tarde, relaxar numa das praias da Ilha do Fogo.

    Ilha do Sal

    Windsurf, praias da Ilha do Sal, em Cabo Verde.

    A Ilha do Sal é conhecida como a ilha mais solarenga de Cabo Verde. Do ar é perceptível este tesouro no meio do Atlântico, com quilómetros e quilómetros de areais. Cerca de 20 mil pessoas habitam o Sal, onde o clima é quente e seco.

     

    O Sal é óptimo para quem procura férias relaxantes ou para os entusiastas de desportos aquáticos, incluindo mergulho, pesca, windsurf e kite-surf. O Sal é uma ilha de contrastes, com zonas estéreis, como as minas de sal, a que se contrapõem praias de areia branca e mar azul-turquesa, com hotéis e resorts a condizer. A cidade de Santa Maria dispõe de vários hotéis e restaurantes onde pode apreciar a saborosa comida cabo-verdiana.

    Ilha da Boa Vista

    Praias deslumbrantes, resorts acolhedores, tranquilidade e relaxamento. É este o cartão de visita da Ilha da Boa Vista, em Cabo Verde. A Boa Vista é uma pequena ilha, com pouco mais de seis mil habitantes, reconhecida pela beleza singular das suas praias, como por exemplo a Praia de Chaves, com um areal de mais um quilómetro. Estima-se que a Boa Vista seja a terceira maior zona do mundo de nidificação da tartaruga-marinha-comum ou tartaruga cabeçuda - apenas atrás de Omã e da Flórida - e que até 90% da desova ocorra na Ilha da Boa Vista.

     

    O turismo tem, aliás, contribuído para a protecção da espécie, mostrando aos habitantes locais que as tartarugas valem mais vivas do que mortas, embora ainda haja algum comércio ilegal de ovos de tartaruga no arquipélago. Todas as noites, a partir de Junho e até meados de Outubro são realizadas visitas guiadas para ver as tartarugas. Agosto é o principal mês da desova.

    Praia

    Pormenor arquitectónico na Cidade da Praia, em Cabo Verde

    A Praia, localizada na Ilha de Santiago, é a capital de Cabo Verde. A cidade, como muitas capitais, é a sede política e económica de Cabo Verde. A cidade não é tão focada no turismo como muitos destinos em Cabo Verde, embora tenha bastante para visitar. Antigos edifícios coloniais, na parte velha da Praia, igrejas (como a Igreja de Nossa Senhora da Graça), Palácio Presidencial, edifício do parlamento, Palácio de Justiça, Museu Etnográfico ou o mercado central.

     

    Além de cultura e arquitectura pode também optar por explorar uma das muitas praias nas imediações da capital, como a Prainha ou a Quebra Canela. A Praia da Gamboa, onde não se aconselha nadar, é o local do mais recente festival de música da ilha (em Maio). No bairro Achada de Santo António, irá encontrar bares, restaurantes e discotecas.

    No norte de Santiago, existe outro local que deve explorar, o Tarrafal. Trata-se de uma pequena baía com palmeiras, protegida do vento e ideal para nadar e ver os barcos a chegar ao pequeno porto de pesca. No Mercado de Sucupira, pode comprar um pouco de tudo, desde roupas e tecidos africanos, electrodomésticos, música e artesanato tradicional ou provar os típicos pratos cabo-verdianos.

     

    O Tarrafal também ficou na história por ser um campo de prisioneiros criado pelo ditador Oliveira Salazar, em 1936.

    Mindelo

    Casa azul, arquitectura histórica, São Vicente, Cabo Verde.

    A cidade de Mindelo tem a reputação de ser o epicentro de uma verdadeira mistura de culturas. Localizada na Ilha de São Vicente, o Mindelo sofreu com o declínio da economia e do porto nos últimos anos, embora haja projectos para revitalizar o porto. A ilha mantém, de igual modo, a pretensão de ser a capital cultural de Cabo Verde e é uma visita obrigatória para os viajantes que procuram a animação nocturna, com discotecas e bares abertos até de madrugada. Se preferir explorar durante o dia, o mercado de peixe é local a explorar.

     

    O Mindelo é o local de nascimento da diva dos Pés Descalços, Cesária Évora. A cantora cabo-verdiana, reconhecida mundialmente pela sua voz, classe e estilo, morreu de insuficiência respiratória, a 17 de Dezembro de 2011, com 70 anos. O núcleo museológico, instalado na Casa do Artista, propriedade da Câmara Municipal de São Vicente, é a primeira fase do Museu Cesária Évora, que deverá ficar instalado na casa onde a artista viveu e que pertence aos familiares.

    Quando visitar Cabo Verde

    O arquipélago de Cabo Verde recebe as brisas frescas do Atlântico pelo que apresenta temperaturas mais baixas que a generalidade do continente africano. De uma forma geral, Cabo Verde é um destino para qualquer altura do ano, a não ser que tenha interesse em alguma actividade em particular. A água apresenta temperaturas óptimas, entre 23 e 26°C, para nadar ou mergulhar, durante todo o ano.

     

    Para os praticantes de windsurf, os melhores meses são Janeiro e Fevereiro, enquanto os praticantes de mergulho ou apneia irão encontrar águas calmas e quase 100 por cento de visibilidade entre Junho e Dezembro. Se procura relaxar nas muitas praias de Cabo Verde o melhor é evitar os meses de Inverno (Novembro a Julho). Para explorar as montanhas e apreciar a paisagem, saiba que as ilhas ficam ainda mais deslumbrantes após a época das chuvas (Julho a Dezembro). A época mais chuvosa é, normalmente, em Agosto e Setembro.

     

    Se quiser ver a nidificação das tartarugas, a melhor altura para viajar para Cabo Verde é entre Junho e Outubro, em particular em meados de Julho e Agosto. Para a desova, deve visitar entre o final de Agosto e o início de Dezembro. É aconselhável proteger a sua máquina fotográfica, se viajar entre Dezembro e Março, já que os ventos carregam consigo finas partículas de areia que provocam danos no sistema electrónico.

     

    Se quiser poupar nas reservas de hotéis irá encontrar os melhores preços entre Abril e Junho, devendo evitar os períodos entre Novembro e Março, em particular o Natal, Passagem de Ano, Carnaval, além dos meses de Julho e Agosto.

    Cabo Verde - Estado do tempo



    Segurança em Cabo Verde

    Antes de partir em viagem é extremamente importante verificar as condições de segurança no país e região que vai visitar. Há vários motivos para dar uma vista de olhos nas informações detalhadas sobre segurança. Primeiro, pela sua própria salvaguarda e, também, para planear melhor a sua viagem. Depois, para se manter actualizado caso ocorra alguma situação menor ou grave durante a sua estadia em Cabo Verde.

    O meu conselho é que, mesmo antes de reservar o voo para o seu destino de eleição, espreite o site Governo inglês e verifique se existe alguma indicação de problemas. Alguns exemplos que podem surgir antes ou durante a sua estadia e que merecem monitorização permanente são: atentados em Londres, manifestações na Venezuela, greves e cortes de estrada na Bolívia, furações nas Caraíbas, inundações na Ásia, ou fogos florestais em Portugal ou na Austrália.


    Além disso, o site dispõe - para alguns países - de mapas regionais detalhados indicando os locais e regiões em que é desaconselhada a visita para turistas. O site é actualizado com muita regularidade para todos os países. A informação está, obviamente, escrita em inglês, mas caso tenha dificuldade em perceber a língua inglesa pode optar por um tradutor online como o Google.

    Artigos sobre Cabo Verde